logo portal

home contato Direitos Humanos Eventos nações Sobre Nós

BEM VINDOS AO PORTAL DO CANDOMBLE

Candomblé é uma religião derivada do animismo africano onde se cultuam os orixás, voduns ou nkisis, dependendo da nação. Sendo de origem totêmica e familiar, é uma das religiões de matriz africana mais praticadas, tendo mais de três milhões de seguidores em todo o mundo, principalmente no Brasil

Também é possível encontrar o chamado povo do santo em outros países como Uruguai, Argentina, Venezuela, Colômbia, Panamá, México, Alemanha, Itália, Portugal e Espanha.

Cada nação africana tem, como base o culto a um único orixá!

A junção dos cultos é um fenômeno brasileiro em decorrência da importação de escravos onde, agrupados nas senzalas nomeavam um zelador de santo também conhecido como babalorixá no caso dos homens e iyalorixá no caso das mulheres no culto Nagô, no culto Bantu Mam´tu para as mães e tat´to para o pai, no caso do culto Vodun:  Doné para mulheres e Toy Vodunon para Homens, no caso da Umbanda padrinho para homens e madrinha para mulheres, no caso do culto de Ifá ele é essencialmente masculino o cargo e babalawo  as mulheres não exercem cargo sacerdotal nesse culto sendo apenas esposas do bablawos e ganham o nome de yapetebi.

O Indrab Instituto Nacional de defesa das religiões de matriz afro.

É um orgão colegiado que tem por meta a defesa da cultura das religioes de matriz afro.

Que têm como presiidente o Sr. Eduardo Brasil - Taata Matâmoride.

O FOESP - Fórum de Sacerdotes e Sacerdotisas de matriz afro têm como seu objetio maior o diaologo com o coletivo de matriz afriacana e grande comunidade global é e presidido por Mãe Rosane de Yansã.

Fazendo acompanhamento legal do processos de lei em andamento bem como proporcionando ao coletivo a a ocupação de Espaços públçicos legislativos. com eventos de importancia como coloquios de discussão de leis, premiações, cursos de priemiros socorros.

nosso evento ocorreu no ultimo dia 12 de maio com a Homenagem ao Dias das Mães

Facebook

 

em Homenagem a Querida yia Sandra Epega que me

ensinou esta reza em 1986